Fun

Barbie: Onde comprar a boneca que conquistou nossos corações

Independente se você ama ou odeia a Barbie, vamos concordar que essa boneca tem muita história! Saiba no The Shoppers, mais sobre a boneca que foi criada em 1959 e continua sendo sucesso até os dias de hoje: desde curiosidades, até onde encontrar os modelos tradicionais e colecionáveis.
Como não amar uma boneca que tem mais história do que muita gente? Dá uma olhada na trajetória e curiosidades que trouxemos sobre ela!

Falem bem ou falem mal, mas falem da Barbie. Nenhum outro brinquedo da história foi capaz de se tornar um ícone da cultura pop como a famosa boneca. Amada por muitos, criticada por outros. O fato é que a Barbie e seus amigos fizeram parte da vida de muita gente por aí. Por isso, acho difícil acreditar que você nunca tenha visto esse rostinho e suas diversas versões por aí:

Independente se você gosta ou não, é preciso respeitar sua capacidade de se reinventar. Afinal, não é qualquer produto que se mantém como líder no mercado por quase 60 anos, não é mesmo? Aliás, toda a história da boneca é incrível, mais interessante que a vida que várias pessoas que conheço. Se você ainda dúvida disso, se liga na “trajetória de vida” da boneca:

 

História da Barbie

Se você não possui antepassados alemães, provavelmente o nome Bild Lilli não significa nada demais para você. Se esse for o caso, nós explicamos: a boneca alemã dos anos 50 foi a diva inspiradora para a criação da Barbie.

Tudo começou quando os americanos Ruth Handler e seu marido Elliot Handler passaram a observar o comportamento de sua filha Barbara. A menina, que até então só tinha bonecas feitas de papel, sempre as personificava como mulheres adultas. Porém, todas as bonecas ofertadas no mercado americano na época eram sempre espelhadas na imagem de crianças.

Bild Lilli

Foi então em uma viagem à Alemanha, no ano de 1959, que Ruth conheceu Bild Lilli, uma boneca que já existia desde 1955. Lilli diferentemente das opções encontradas na América, era uma mulher adulta. Óbvio que Ruth não perdeu tempo e levou três daquelas bonecas de volta para casa.

A princípio sua filha Barbara não gostou muito da ideia, pois ao contrário do que ela esperava a boneca não foi um simples brinquedo dado como presente. O que aconteceu foi que as Bild Lillis serviram como moldes de referência para Ruth e Elliot desenvolverem sua própria boneca.

 

Feira Anual de Brinquedos de Nova Iorque

Foi em nove de março de 1959, na Feira Anual de Brinquedos que a Barbie foi apresentada ao mundo pela primeira vez. Ruth contou com a ajuda do designer Jack Ryan para redesenhar sua boneca, que na época teve suas 340.000 unidades iniciais vendidas por três dólares cada.

Também foi neste evento que o nome Barbie tornou-se conhecido dos amantes de brinquedos. A ideia de Ruth foi homenagear sua filha Barbara Millicent Roberts, cujo apelido era Barbie. Nesta primeira edição, foram apresentadas duas versões da boneca: uma morena e outra loira. Porém, com após algumas análises de mercado Ruth e Elliot decidiram manter o visual loiro. Mas, é claro que depois de algum tempo a boneca ganhou diversas versões levando em conta a representatividade.

Não preciso nem falar que a Barbie foi de imediato um enorme sucesso não só nos Estados Unidos, mas no mundo todo. Foi justamente por isso que, alguns anos depois a Mattel comprou os direitos da Bild Lilli, que parou de ser fabricada em 1964.

Árvore genealógica

Como todos os produtos de sucesso, é claro que ao perceber o poder da Barbie, Ruth e Elliot, um dos fundadores da Matel, decidiram aumentar o número de possibilidades para os fãs da boneca. Para isso, a solução encontrada foi aumentar a família. Foi assim que nasceu o Ken, que pasmem, originalmente (e na vida real) era o irmão da Barbie. Como o apelo emocional entre os irmãos não funcionou muito bem, mais tarde Ken tornou-se o namorado de Barbie.

Seguindo a mesma linha de pensamento, a Matel decidiu que a família deveria crescer ainda mais. Os próximos integrantes da família da Barbie foram: a Skipper (em 1964), seguida pelos gêmeos Tutti e Todd (1966), Stacie (1990), Kelly (1995) e Krissy (1999).

Mas a Barbie não foi a única a ganhar irmãos mais novos. Em 1997, foi a vez da família do Ken crescer com o nascimento de seu irmão, Tommy. Na época a ideia foi criar um amigo que tivesse a mesma idade de Kelly. Vai dizer: você nunca imaginou que uma família de bonecos pudesse ter uma árvore genealógica tão complicada!

 

Mais que migas, friends

É claro que a Barbie também possui amigas! A primeira BFF da loira foi a Midge (1963), ou Vicky, nome dado ao público brasileiro. Mas o squad cresceu e depois as BFFs que ganharam mais destaque foram: Teresa (1988), Summer (2004), Nikki (2006), Raquelle (2007) e Grace (2009).  Não preciso nem dizer que não demorou muito para que as migas da Barbie também ganhassem várias versões diferentes, né?

Um mar de diversidade

Por falar em variedade, se existe algum brinquedo com maior número de opções e acessórios, desconheço. Talvez seja por isso que a boneca tenha tantos fãs colecionadores. Vamos combinar que é bem difícil não se encantar com as edições especiais da boneca. Sejam elas relacionadas aos seus países de origem, filmes ou seres místicos como fadas e anjos, uma coisa é certa: todas foram desenvolvidas pensadas nos mínimos detalhes.

 Por falar em profissões, apesar de ser o centro de polêmicas várias vezes pelo seu estereótipo, é só analisar um pouco as edições da Barbie para perceber que ela pode ser vista como um símbolo de emponderamento. Afinal, vimos a Barbie ser: astronauta (1965), executiva (1963), embaixadora da UNICEF (1989), sargento da marinha (1992), presidente (1992), entre outras tantas profissões, que na época de criação eram predominantemente masculinas. Essa pegada das profissões continua até hoje, fazendo da Barbie um exemplo de pessoas bem sucedidas que escolheram as profissões que sempre sonharam.

Outras edições especiais da Barbie que possuem muitos fãs são as desenvolvidas em parcerias com players do mundo da moda, como as citadas pela Revista Glamour. Uma boneca com figurinos feitos por marcas como Gucci, Versace, Alexandre Herchcovitch, Chanel, Armani, Dior e Moschino não é para qualquer um. Mas, a gente se vira como pode e acessórios para personalizar elas não faltam nos nossos parceiros como o AliExpress, Wish e Miniinthebox.

Entendendo melhor a história dessa boneca, que é mega interessante (até saiu na Revista Super Interessante), fica fácil entender porque ela tem lugar reservado no coração de crianças e adultos, mulheres e homens.  Mas, o melhor de tudo é saber que para comprar a Barbie que você sempre quis é só contar com a ajuda do The Shoppers.

 

Se por ventura rolar alguma dúvida ou imprevisto na hora de finalizar o pagamento é só entrar em contato com a gente que nós damos um jeito para você. Pode ser através do FacebookInstagramTwitter ou Pinterest.

 

Beijos da Barbie e até a próxima, Shopper ☺