Fun

Monopoly contra o capitalismo e 11 versões do jogo

Em parceria com:

Um dos jogos de tabuleiro mais famosos do mundo, o Monopoly já ganhou muitas versões! Muitas mesmo e de tudo o que você possa imaginar: inflável, da Heinz Ketchup Edition, de Frozen, de O Senhor dos Anéis e por aí vai. Mas, você sabia que o Monopoly foi criado com a intenção de debater sobre os problemas do capitalismo?

Talvez, só pelo nome, você ainda não tenha sacado de qual jogo eu estou falando. Isso por que, aqui no Brasil, o jogo começou a ser vendido em 1944 com o nome de “Banco Imobiliário”. Quando a parceria entre a Estrela e Hasbro acabou, a Estrela continuou vendendo a sua versão mais “abrasileirada” do jogo, enquanto a Hasbro passou a vender o Monopoly por aqui com o nome original.

Voltando a história do jogo…

Elizabeth Magie, a criadora de Monopoly, nasceu em 1866, e era considerada uma rebelde. Ela era contra as normas de seu tempo, não era casada, se orgulhava de ser independente e não acreditava no governo da época.

Um dia, Elizabeth decidiu fazer um anúncio no jornal se oferecendo como uma “jovem escrava americana”. Seu objetivo era chocar e expor a posição de subordinação das mulheres dentro de nossa sociedade.

Criando o Monopoly

Depois de sua ação no jornal, Elizabeth queria, mais uma vez, mostrar o seu ponto de vista. Ao ler “Progresso e Pobreza“, de Henry George, uma citação chamou sua atenção: “o direito igual de todos os homens ao uso da terra é tão claro como seu direito a respirar o ar – é um direito proclamado pelo fato de sua existência”.

No livro, Henry George fala sobre sua convicção de que o governo deveria taxar todas as terras, partindo da ideia de que boa parte do valor de um lote não está no que será construído ali, mas sim nas propriedades naturais, como a água e os minerais ali presentes, e, também, nas construções dos arredores, como estradas, escolas e hospitais. Para George, o valor arrecadado com essas taxas poderia ser usado para o bem de todos.

Para provar o ponto de vista de George, Elizabeth inventou, em 1904, o jogo de tabuleiro que ela chamou de Landlord’s Game (“Jogo do Proprietário“, em português). O jogo era em um tabuleiro em forma de pista, o que não existia até então, onde várias ruas e monumentos estavam à venda. Existiam dois conjuntos de regras.

No conjunto de regras “Prosperidade”, cada vez que um jogador comprava uma propriedade, todos os jogadores ganhavam, um reflexo do pensamento de George sobre as taxas. O jogo acabava quando o jogador que começou com menos dinheiro dobrasse a quantia! Ah, mais um detalhe: todos os jogadores eram vencedores ao fim da partida.

Já na forma “Monopolista” de jogar, os jogadores deveriam cobrar aluguel cada vez que um “azarado” parasse em sua propriedade. O jogador que levasse o resto à falência era o grande e único vencedor. Sim, essas são as regras que conhecemos e usamos em Monopoly.

Elizabeth Magie

O jogo roubado

O jogo logo se torno um sucesso entre muitos intelectuais de esquerda em várias faculdades. Entre os jogadores, Charles Darrow, um homem desempregado, vendeu o jogo como se fosse de sua criação para a empresa Parker Brothers. Detalhe: ele só contou a versão “Monopolista”.

Só quando a verdadeira origem veio à tona é que a Parker Brothers pagou a Elizabeth pela patente do jogo. Infelizmente, o jogo só foi lançado com um conjunto de regras.

Quer dar uma chance a versão de Elizabeth? Da próxima vez que for jogar, recolha impostos sobre as terras. O proprietário deverá pagar cada vez que cobrar aluguel. Vocês mesmos podem decidir como esse dinheiro será distribuído.

Versões de Monopoly

Como você já sabe, o jogo é um verdadeiro sucesso e, além da versão clássica, todos os anos, novos modelos, com personagens de sucesso, são lançados. Separamos aqui algumas dessas versões para você conferir.

Monopoly Inflável

Eu não faço a mínima ideia do motivo pelo qual alguém precisaria de uma versão de Monopoly Inflável, mas, ela está aí!

Game of Thrones

Uma das últimas versões lançadas foi a de Game of Thrones! Aqui, os fãs da série da HBO poderão jogar pelas lendárias terras de Westeros, comprando e vendendo as propriedades dos Sete Reinos. Os tokens do jogo são inspirados nas grandes casas e todos os gráficos fazem referência à história.

The .com Edition

A internet é um sucesso, não é mesmo? Aí, os caras lá pensaram: por que não criar uma versão de Monopoly onde as pessoas poderiam comprar o Yahoo ou o Ebay?

It – A Coisa

Nessa versão de IT- A coisa, você poderá comprar e vender propriedades da cidade de Derry, onde as atrocidades do palhaço Pennywise aconteciam.

Stranger Things

Da mesma forma que em IT, em Monopoly Stranger Things você jogará na cidade de Hawkins e ainda corre o risco de receber uma visita surpresa – e nada agradável – do Demogorgon.

Frozen

O jogo Monopoly de Frozen 2 tem tabuleiro inspirado na história do filme e um token de floco de neve que faz o jogador pagar o dobro de aluguel.

Sonic

Nessa versão, o objetivo dos jogadores é coletar argolas, competir pelas Chaos Emeralds e lutar contra os chefões!

L.O.L. Surprise!

Diferente do jogo original, em Monopoly L.O.L. Surprise, os jogadores precisam comprar e vender as bonecas mostradas no tabuleiro, com o objetivo de coletar as mais raras

Friends

No jogo comemorativo dos 25 anos de Friends, você voltará a episódios icônicos da série, como o primeiro, onde Monica recebe Rachel.

Para Millennials

Nessa versão “controversa”, o jogador não ganha dinheiro, ganha experiência. Nada de sair comprando! Aqui, o objetivo é realizar atividades que essa geração gosta. O slogan é o melhor: “Esqueça o patrimônio imobiliário. De qualquer forma, você não pode se permitir”.

Beatles

O objetivo dos jogadores aqui é colecionar álbuns dos Beatles. Os tokens são: uma morsa, um sol, um guaxinim, um polvo, um morango e um martelo. A moeda é “All You Need is Love” e as casas ganharam os nomes de festas, e os hotéis de concertos.