Moda

Moda dos anos 60: Paz, amor, igualdade e empoderamento feminino!

A década de 60 foi uma verdadeira revolução na história e a moda dos anos 60 não ficou para trás. No Brasil, este período foi marcado pelo início da Ditadura Militar. Ainda no país, em 1967, surgiu o tropicalismo – movimento que trouxe inovação à sociedade brasileira ao misturar diversas vertentes culturais. A vertente atingiu não somente a parte musical, mas também a pintura, o cinema e a poesia.

Depois do glamour da moda dos anos 50, a sociedade começou a buscar novas formas de expressão. Dentro desses movimentos sociais e de libertação sexual, moda, música e gritos de liberdade seguiram de mão dadas.

Foi nos anos 60 que ocorreu o Festival de Woodstock, ou Woodstock Music & Art Fair, famoso encontro de música realizado entre 15 e 18 de agosto 1969 que marcou a história para sempre. Cerca de 400.000 pessoas foram ao Woodstock que contou com apresentações de ícones como Janis Joplin, Santana, Jimi Hendrix, Joe Cocker e The Who.

Woodstock – Três dias de paz e música

A moda dos anos 60: Minha saia é muito curta? Não mesmo!

Pelo final da década de 50 começamos a ver que os vestidos cada vez mais curtos lentamente foram se transformando em saias. A mini saia é uma peça chave que marcou a moda dos anos 60.

Moda dos anos 60 - Mulheres buscam pelos seus direitos de se vestir como querem
Protestos nas ruas em busca de mais direitos. | Foto: Pinterest

É importante, também, lembrar que as mini saia eram usadas como forma de protesto a favor do movimento feminista e da libertação sexual das mulheres. Uma peça de roupa que desafiava a autoridade conservadora e apoiava a ideia de que a mulher pode sim usar todas as roupas que quiser e do tamanho que for.

Assim, quando for usar uma mini saia, lembre-se de agradecer ao movimento feminista dos anos 60 e todas as mulheres fortes e corajosas que se opuseram à opressão machista da sociedade.

Foto: Pinterest

Lucy in the Sky with Diamonds: Jeans e Psicodelia

Outro destaque importantíssimo dos anos 60 foram os hippies, movimento que marcou a história da música e política para sempre. O movimento hippie teve início em São Francisco e em Nova York nos Estados Unidos e contaminou o país inteiro em pouquíssimo tempo.

Psicodelia e movimento Flower Power nos anos 60
Foto: Pinterest

A revolução hippie era uma luta pacífica para demonstrar descontentamento e pedir um fim, de uma vez por todas, à Guerra do Vietnã. Estas manifestações eram expressadas através de várias formas. Na música, podíamos sentir a paixão e entender como a sociedade enxergava tamanha crueldade através de canções de bandas como The Beatles, The Doors, The Who, a voz maravilhosa de Janis Joplin e Bob Dylan b a guitarra de Jimi Hendrix e David Gilmor.

A moda também foi outro canal de expressão. O estilo hippie mostra que a roupa deve refletir nosso espírito e com isso surgiram milhares de peças com cortes e estampas mais coloridos, livres e criativos.

Moda dos anos 60, como a mulher se empoderou naquela época
Foto: MET Collection

Com o auge das drogas, o consumo de LSD nesta década influenciou bastante na moda dos anos 60, criando peças icônicas como os jeans boca de sino, os maxi vestidos, saias, ponchos, chalés de pele, camisetas com estampas psicodélicas, chinelos e tiaras.

Janis Joplin e a moda dos anos 60
Foto: Pinterest

Atualmente vemos como a moda é cíclica, diariamente você é capaz de ver nas ruas a volta dos jeans boca de sino. Este corte acentua a cintura e é mais largo nas pernas, sendo infinitamente mais confortável que os skinny jeans tão populares nas ultimas duas décadas.

Este corte de jeans é ideal para todos os tipos de corpo, então corre pro seu site de compras favorito e crie looks super criativos como a galera maravilhosa dos anos 60.

A era das musas e a moda dos anos 60

Em uma década onde a música, a arte e a moda eram um conjunto, não é surpresa que as mulheres icônicas dos anos 60 seriam pacotes completos. Pela primeira vez na história podíamos ver mulheres no cenário musical que eram símbolo de talento, personalidade e empoderamento feminino.

Artistas como Cher, Janis Joplin e Brigitte Bardot representavam as jovens desta época. Livres, poderosas e artísticas.

Sonny, Cher e Twiggy despretensiosamente batendo um papo

Brigitte Bardot

Atriz e cantora francesa. Conhecida mundialmente por suas iniciais, BB, é considerada o grande símbolo sexual dos anos 1960 e 70. BB era idolatrada por John Lennon e Paul McCartney, que fizeram planos de fazer um filme dos Beatles junto com ela, nunca realizado.

View this post on Instagram

#BrigitteBardot

A post shared by Moda Anos 60 (@modanos60) on

Cher

Em 1962, Cher conheceu Sonny Bono, com quem se casou, juntos formaram a dupla Sonny & Cher. Ao longo de uma carreira de cinco décadas, Cher vendeu mais de 100 milhões de álbuns em todo o mundo, sendo uma das artistas mais bem-sucedidas de todos os tempos. Além disso, ganhou um Oscar, um Grammy, um Emmy, três Globos de Ouro e o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes.

View this post on Instagram

A post shared by @ fridayiminl0ve on

Janis Joplin

A meteórica carreira discográfica de Janis – iniciada em 1967 e encerrada em 1971, com o clássico “Pearl”, lançado três meses após sua morte – se resume a quatro discos.

Janis parece trazer da tradição mais furiosa e gutural do blues o sangue principal que faz pulsar sua musicalidade. Respeitar tradições, porém, não era exatamente o espírito dessa geração – inquieta, transformadora – e portanto Janis misturou ao blues o frêmito elétrico, estalado, rouco e urgente que verdadeiramente caracteriza o melhor rock da época.

Muito obrigado a moda dos anos 60 pelo “Color Blocking”

Bem no finalzinho dos anos 60, nasce uma nova tendência no mundo das artes plásticas, o Color Blocking (contraposição de cores). O mundo iria ser presenteado com meu estilo favorito de combinação de peças, o contraste.

Foto: Pinterest

Sem dúvidas quando falamos da moda dos anos 60, o color blocking vem à nossa mente, afinal as ruas estavam repletas de cores, vestidos de corte reto e boinas coloridas.

Twiggy, ícone fashion dos anos 60

Porém, somente nos anos 70 que este vestido se tornou a peça mais icônica de todos os tempos, quando foi combinado com botas brancas de plataforma (bem estilo Austin Powers). Sem dúvida o Color Blocking sempre será associado a moda dos anos 60.

Foto: Pinterest

Atualmente, o Color Blocking voltou à moda e é tendência tão forte quanto os jeans boca de sino. Você está pronta pra se jogar de cabeça nessa tendência? É simples, a única coisa que você precisa é escolher as cores, aplicar bastante contraste e está pronto!

O que aconteceu no mundo nos anos 60?

  • Os hippies: o movimento surgiu durante a contracultura nos anos 60. Eles valorizam a natureza, tinham um estilo de vida comunitária, eram nômades e viviam do artesanato;
  • Black Power: surgiu nos EUA com o intuito de vangloriar os negros e também para criar instituições culturais e defender os direitos civis;
  • Gay Power: movimento voltado para a comunidade LGBT. Surgiu no final da década de 60 até os anos 70, com o objetivo de defender os movimentos sociais do grupo. 
  • Baby Boom: a “explosão de bebês” resultou em uma grande e rápida expansão da população, após a Segunda Guerra Mundial;
  • Movimento Beatniks: grupo de jovens que eram contra a cultura materialista estadunidense;
  • Guerra do Vietnã: o conflito aconteceu durante toda a década de 60;
  • Movimento estudantil: nessa época, os movimentos estudantis foram expressivos em todo o mundo. O número de estudantes cresceram e, dessa forma, a consolidação de de novas correntes políticas no âmbito universitário;
  • Invenção de pílulas: nos anos 60 foram criadas as pílulas anticoncepcionais;
  • Feminismo: o movimento se consolidou como uma organização política.

Esta década foi uma verdadeira revolução, cheia de lutas e discursos de paz. Sem ela mulheres estariam muito atrás na luta por seus direitos e a liberdade de sair com uma simples saia poderia ser algo muito mais complicado. Foram 10 anos cheios de cultura, música e arte.

As tendências de peças como vestidos retos, faixas na cabeça, tiaras, plumas e botas plataforma tiveram seu auge apenas alguns anos a frente, nos anos 70. Conta pra gente, o que você mais gosta sobre os anos 60?