Tech

Conheça a Realme, a "nova Xiaomi"

Parece que uma nova marca quer bater de frente com a Xiaomi! Em pouco mais de 1 ano desde o seu lançamento, a Realme vendeu 15 milhões de aparelhos celulares! A submarca, lançada pela Oppo, foi criada para dominar o mercado da Índia e, ao que tudo indica, a estratégia está indo muito bem! O próximo objetivo é, não só alcançar, mas passar a Xiaomi, que é a líder de vendas no país. 

Apesar do bom desempenho, a Realme ainda ocupa o quarto lugar em volume de vendas na Índia, enquanto a Xiaomi lidera isolada com 27%, seguida pela Samsung, que tem quase 19%.  Mas, segundo o CEO da empresa, Madhav Sheth, a meta até maio de 2020 é dobrar o número de smartphones vendidos. Apesar do objetivo ousado, a Realme cresceu mais de 800%, o que coloca a marca entre as 7 maiores fabricantes do mundo.

Os smartphones da Realme tem como pontos fortes hardwares de ponta e ótimo custo-benefício. Desde o lançamento da marca, seus aparelhos são vendidos apenas online, diminuindo os custos da distribuição. Porém, o plano para 2020 é que as vendas se iniciem também em lojas de varejo, aumentando as vendas. 

Realme lança resposta aos AirPods

Além de querer desbancar a Xiaomi, a Realme também lançou um produto para tentar concorrer com a Apple. Nesta terça-feira, 17 de dezembro, a marca lançou o Realme Buds Air, seus fones de ouvido sem fio. Os destaques ficam por conta da qualidade e, claro, do baixo preço. Um ponto que chamou a atenção durante o anúncio foi a promessa de 17 horas de bateria, o que é um número bem impressionante. Porém, os fones duram mesmo 3 horas e quem “segura a onda” é o case, que oferece bateria extra.

Os fones tem tecnologia básica de cancelamento de ruído e suporta transmissões em dois canais, além de ter um módulo especial para games. Além disso, o Realme Buds Air é sensível ao toque, pausando o áudio automaticamente ao tirar o fone do ouvido, além de responder a outros comandos.