Tech

Tecnologia promete fazer cães "falarem"

Quantas vezes o seu cachorro já ficou te olhando fixamente, como se quisesse dizer algo e você fica ali, perguntando: “O que você quer?”, como se o dog fosse responder a qualquer momento? Imagina que louco se ele realmente respondesse?

Pois é, um grupo de pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia está investindo muito tempo – e dinheiro – para desenvolver uma tecnologia que permita que os cachorros se comuniquem com humanos. Neste primeiro momento, o principal objetivo é fazer com que os animais alertem em casos de emergências.

O que será que o seu cachorro te diria?

Isso vai funcionar mais ou menos assim: imagine que você está andando na rua quando, do nada, um cachorro vem em sua direção e você escuta a seguinte mensagem: “Meu dono precisa de sua atenção. Por favor, me siga”. Em um primeiro momento, sem dúvidas, você acharia que é uma brincadeira ou pegadinha, mas, a verdade é que aquele cachorro foi treinado para avisar quando uma emergência médica acontece com o seu dono.

Tudo isso será possível por meio de um colete desenvolvido por grupos de diferentes universidades e que promete transformar a maneira como cães ajudam pessoas com necessidades e, futuramente, até mesmo a nossa comunicação com animais de estimação.

O protótipo possui uma pequena caixa, de onde saem fios que seguem por um tubo de plástico que se projeta ao lado do colete. Dependendo do modelo, o cachorro pode morder ou tocar com o focinho no dispositivo para acionar a mensagem.

Os cães que estão participando da pesquisa são treinados a “dizer” a mensagem duas vezes, e o motivo é simples: na primeira, as pessoas sempre se assustam e não acreditam no que acabou de acontecer.

Se, neste primeiro momento, o colete só atende a uma necessidade específica, a ideia é que no futuro a tecnologia seja muito mais surpreendente: um cachorro poderia prever um crise convulsiva e avisar o seu dono para se deslocar para um local seguro. Com um toque do outro lado do colete, ele ainda acionaria o socorro médico.

As mensagens poderão ser personalizadas de acordo com a necessidade do paciente, e mais: a tecnologia também seria muito útil para a polícia, já que um cachorro treinado teria a capacidade de avisar sobre um explosivo, por exemplo.

Sky e a treinadora Melanie

Nesta fase do projeto, os pesquisadores estão preparando os animais para trabalharem com crianças com autismo. Se o cachorro sentir alguma crise a caminho, ele poderá se comunicar, “dizendo”: “Você poderia me acariciar agora?”

Outros testes estão sendo feitos com tecnologia  touchscreen. Na demonstração, que você pode ver no próximo vídeo, é possível ver o cachorro discando 9-1-1 (número de emergência) ao ouvir o comando da treinadora.